Encontros e a desculpa para cozinhar coisas gostosas

Imagem: Unplash

Nesse final de semana rolou um encontrinho na casa do meu irmão e foi a desculpa boa para fazer pastinhas: refizemos o bom e velho pesto (que tem se repetido em todas as ocasiões mais ou menos festivas que precisam de uma pastinha) e uma tapenade, que eu fiz pela primeira vez.

Pastinhas boas para comer com o pão. Do meu irmão, que faz pão, sim senhor. E ontem nos apresentou um bem macio e amarelinho com um fundo cítrico de laranja. Hmmm!

Então, se você for do pão, ou tiver uma festinha, fica a receita da tapenade aí embaixo que eu tirei do site Panelinha:

Tapenade de Azeitonas Verdes do Panelinha

Ingredientes
1 xícara (chá) de azeitonas verdes sem caroço (praticamente um vidro inteiro)
1 colher (sopa) de alcaparras
6 nozes
1 dente de alho
4 colheres (sopa) de azeite
1 colher (sopa) de suco de 1 limão
1 colher (chá) de molho de soja (shoyu)
folhas de manjericão a gosto

Modo de Preparo

1. Coloque as azeitonas e as alcaparras numa peneira e lave sobre água corrente. Deixe escorrer bem.
2. Numa tábua, pique fino as azeitonas, as alcaparras, as nozes e o dente de alho, até formar uma pasta rústica.
3. Transfira a pasta para uma tigela o junte o azeite, o suco de limão e o molho de soja. Com as mãos, rasgue as folhas de manjericão, misture e sirva a seguir.

Já a receita do pesto, que acho que nunca postei, é uma mistura de dicas da minha tia e de uma amiga querida, acrescida de toques de Francisco, que tem jeito para cozinha, e é assim:

Pesto da tia Selma + Bia Goll com toque de Francisco

Ingredientes

1 maço generoso de manjericão
4 col. de sopa de azeite extra virgem
1 dente de alho (opcional – eu nunca uso)
100 g de queijo parmesão ralado na hora
50 g de castanha de caju (o pesto original vai pinoli, eu sei, mas a versão “lá em casa” é com castanha de caju que é mais negócio.)
Sal

Modo de preparo

  1. Lave e seque bem o manjericão. Depois, separe as folhas dos galinhos. As flores podem ficar e são bem saborosas.
  2. Coloque em um liquidificador (ou processador – eu indico fortemente o processador) e bata com o azeite até virar uma pastinha. Se quiser, acrescente o dente de alho antes de bater.
  3. Acrescente o queijo ralado, as castanhas de caju e ajuste o sal. Misture bem.

O pesto pode ser servido na hora mas é melhor geladinho (pelo menos 1 hora de geladeira) e pode acompanhar pães ou pastas leves, além de dar aquele frescor para um delicioso sanduíche de tomatinhos com queijo branco ou muçarela.

Outras delícias que rolaram por lá foram: uma entradinha de abobrinha e uma de berinjela que estava lindas e muito gostosas. Essas eu não sei fazer, mas fica a idéia. =)

____

Lulups ama pães com pastinhas. ❤

 

 

Anúncios

One Comment Add yours

  1. Victor Fisch diz:

    Este tapenade estava e está divino, ainda me alimentando!

    *Victor Fisch* fischvictor@gmail.com +55 11 9 8558 7795 http://www.trapezio.art.br

    Em 26 de janeiro de 2016 20:34, Lulu p.s.: escreveu:

    > Luiza posted: ” Imagem: Unplash Nesse final de semana rolou um encontrinho > na casa do meu irmão e foi a desculpa boa para fazer pastinhas: refizemos o > bom e velho pesto (que tem se repetido em todas as ocasiões mais ou menos > festivas que precisam de uma pastinha) e um” >

Deixe um comentário! =)

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s