Jogando conversa fora – sobre ervas e orquídeas

Alfazema (ou lavanda) do restaurante Otávio Machado
Alfazema (ou lavanda) do restaurante Otávio Machado

Eu tenho um pouco de preguiça e muita falta de experiência com plantas, mas as acho adoráveis. Ganhei algumas orquídeas nos últimos anos e todas as vezes me espanto como elas são generosas e dão flores quase sempre.

O segredo é o sol, me dizem. Ou aguar pouco. Eu não sei bem qual é a pegada, mas elas gostam daqui de casa, eu acho.  Uma vez me disseram que as orquídeas são plantas-pássaro, aéreas, que precisam de pouca terra, gostam de umidade, mas também adoram o sol. As minhas aqui foram se adaptando a irregularidade nos cuidados e me dando flores de quando em quando.

Quanto às ervas, me contaram que o cuidado é pouco ou quase nenhum. Hortelã, manjericão, alecrim, tomilho. É matinho, gostam de sol, vai firme!

Fui firme. Nunca consegui fazer um pé de manjericão durar. O último, frondoso, agora está a meios galhos peladinhos. Hortelã, morre sempre – ou seco, ou murcho, ou sufocado por alguma outra ervinha que cisma em crescer no mesmo vaso.

Mas o alecrim, ah, o alecrim. Deu uns galhos meio tortos, acho que uma vez ou outra podei errado, mas ele segue. E, às vezes, Chico e eu colhemos uns galhinhos para o pão, para o arroz, para a massa ou para fazer graça. Não é nada assim, um pé generoso, mas resistente. Vai ficando e me deixando feliz com seu cheirinho perfumado.

Na última visita a loja de plantas, há alguns meses, quis trazer para casa um pé de alfazema porque cheira bom e é lindinha. Até hoje não deu flor, cresce torta para o lado – mesmo que eu a vire, vez o outra, continua torta. Mas quando eu puxo uma folhinha – bem raro – ela solta um perfume gostoso. Tentei fazer chá, mas ficou sem gosto. Deve ser porque eu fico com medo de arrancar folhas demais dessas plantinhas que continuam tão miúdas.

E não adianta me dizer que elas gostam de poda. Me instruíram a cortar nos vértices. Eu fiz isso com o manjericão e ele nunca mais se encheu de folhinhas. Vai entender…

Domingo foi dia de curtir a varanda. Tomei café na sacada e chamei Chico para ficar comigo no ar frio da manhã. Juntos, revezamos a leitura de trechos de um livro e eu me enchi de esperanças de que as nossas plantas estivessem curtindo a nossa companhia tanto quanto eu estava curtindo a delas.

_____

Lulups tem uma duendezinha que fica entre os vasos da varanda para cuidar de todas as plantinhas.

Anúncios

2 Comments Add yours

  1. Victor Fisch diz:

    Lindo!

    *Victor Fisch* fischvictor@gmail.com +55 11 9 8558 7795 http://www.trapezio.art.br

    Em 19 de janeiro de 2016 09:47, Lulu p.s.: escreveu:

    > Luiza posted: ” Eu tenho um pouco de preguiça e muita falta de experiência > com plantas, mas as acho adoráveis. Ganhei algumas orquídeas nos últimos > anos e todas as vezes me espanto como elas são generosas e dão flores quase > sempre. O segredo é o sol, me dizem. Ou agua” >

    1. Luiza diz:

      ❤ 😉

Deixe um comentário! =)

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s