Fazendo pão

Há duas semanas comecei a cultivar um novo levain, já que o original acabou no lixo inadvertidamente e com muitos pêsames da minha parte. A intenção era, então, fazer panetones caseiros e evitar esse sabor de essência esquisito que às vezes encontramos nos panetones industrializados. Mas a real é que eu acabei fazendo outras coisas para o natal e não deu tempo de me arriscar no pão de Toni.

Tudo bem. O levain foi ficando mais fortinho e hoje resolvi testá-lo, sem receita mesmo, só instinto:

  • 2 xícaras de farinha branca (era a que eu tinha em casa em quantidade suficiente, mas se você tiver farinha integral, vai fundo!)
  • 3 pitadas de sal
  • 5 colheres de chá de açúcar
  • 2 bananas beeem maduras
  • 1/4 de xícara de chá de água morniha (temperatura de banho morno)
  • 2/4 de xícara de levain em temperatura ambiente (antes da alimentação do dia)
  • um punhado de uvas passas brancas e pretas
  • uma pitada de canela em pó

Andei vendo vídeos de panificação artesanal na internet e um deles dava a dica: para cada receita use 3 partes de farinha e uma parte de fermento. O vídeo ensinava também a diluir o levain em água morna. Então eu fiz essa misturinha de água morna (1/4 de xícara) com o levain (2/4 de xícara) e acabou em uma mistura de exatos 3/4 de xícara, representando a quarta parte da massa. Deu para entender?

As uvas passas foram para dar um gostinho a mais e o açúcar foi para adoçar esse pão que vai pender para o doce por causa das bananas bem maduras.

Eu já fiz um outro pão com bananas maduras e ele ficou bem equilibrado, nem doce, nem salgado. Mas dessa vez optei por colocar um pouquinho mais de açúcar para ver o resultado e também incentivar mais o crescimento, já que é a primeira fermentação desse levain e hoje está fazendo frio…

Bom, agora ele está ali na cozinha, crescendo, e eu torcendo para dar tudo certo. A idéia é deixá-lo crescer por umas 5-6 horas, depois formatá-lo (sem amassar demais para não perder o ar) e esperar o segundo crescimento por mais algumas horas. Aí, forno a todos os graus com a bandejinha de água em baixo.

Aproveitei para alimentar o levain de hoje e abaixo vocês podem ver duas imagens: a do potinho com o levain (que já cresceu desde a hora da alimentação) e a do pão em crescimento (ele já está crescendo há 3 horas e está longe de dobrar de tamanho, veja você. ~ momento tenso ~).
2015-12-30 13.29.08 2015-12-30 13.28.51

 

 

 

E é isso. Esse provavelmente será o último pão do ano de 2015, mas estou muito feliz que consegui fazer um levain de novo antes da virada e ter tempo para testá-lo. =)

Torçam aí comigo para crescer direitinho e ficar gostoso! ❤

____________

Lulups e a saga do pão de fermentação natural. Iei!

Anúncios

3 Comments Add yours

  1. Victor Fisch diz:

    Que legal! Vai ficar um pão bem interessante! Não sabia que vc fazia pão de banana…

    Bjos

    1. Luiza diz:

      Eu faço às vezes. Esse de ontem que ficou pronto só hoje ficou com bastante gosto de banana, mas não chegou a ficar doce. Eu não sei se gostei. Um pouco estranho, na verdade…

Deixe um comentário! =)

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s