{Eu li} Anexos, Eleanor & Park e Ligações

Nessa ordem. Assim mesmo.

Ludmila, eu acho, foi quem falou primeiro da Rainbow Rowell. E eu passei na livraria, faz uns meses e o livro estava esgotado. O “Eleanor & Park”. Então eu comprei o “Anexos”. E fui lendo. E li em dois dias, em quatro viagens de ônibus e mais umas horas no sofá. E adorei os seus protagonistas e a idéia do livro e o ritmo e principalmente essa assinatura fofa-melacólica-alegre-mas-não-demais da jovem Rowell.

Anexos ****

Foi o primeiro que li, e ficou meu favorito até ontem, quando terminei o “Ligações”. Talvez ainda seja o meu favorito. Estou na dúvida. -_-

A história é a seguinte: Lincoln é contratado para fazer o trabalho mais absurdo possível – ler os e-mails e notificar os funcionários de uma redação quando o conteúdo das mensagens desrespeita a política da empresa (palavrões, pornografia, etc.)

Se a função em si já não fosse ridícula o suficiente, Lincoln em geral faz o seu trabalho rapidamente e morre de tédio no resto do tempo.

Quando… as mensagens de duas funcionárias caem em sua tela e, no lugar de repreendê-las com uma mensagem de alerta, Lincoln se encanta pela amizade e pela vida das duas.

A partir desse cenário improvável, Rowell nos leva para um mundinho de reflexões, com personagens tão alegres e tristes quanto a nossa vida cotidiana pode ser.

Eleanor & Park **

Talvez porque a minha expectativa estivesse muito alta, Eleanor & Park me trouxe mais tristeza que alegria. Um amor inocente entre dois personagens “esquisitos”, em plena adolescência.

Park é nerd, oriental e tem uma família bem estruturada, apesar de um tanto protetora e conservadora. Eleanor é uma garota ruiva, cheinha, do tipo “zero à esquerda” total, com uma família completamente maluca e com o pai super ausente.

Mas algo rola entre os dois. Algo muito lindo e muito duro e muito, muito difícil de superar.

Até para gente.

O final é daqueles que dá vontade de jogar o livro pela janela, porque o nosso coração é rasgado na metade e pisoteado sem dó. Morri de chorar. Vai vendo…

 

Ligações ***

Obra um pouquinho mais madura da Rowell. Já fala de uma vida mais adulta também: trabalho e casamento.

Gerogie é casada com Neal. Mas trabalha muito, demasiadadamente até. E Neal é o marido presente, o pai perfeito e alguém que está sempre ao lado dela. Mas ela nunca, nunca está lá. Porque tem Seth, seu melhor amigo, e parceiro de profissão. E ele sempre precisa mais dela do que a própria família.

E em algum momento isto não parece certo.

Georgie tem então a chance de rever o seu passado. E talvez falar com o seu passado. E repensar o seu casamento e a sua vida.

O livro é bem estruturado, cortando  cenas do presente e indo para o passado com sutileza e simplicidade, recorrendo a uma pequena dose de fantasia.

Então…

Foram três livrinhos que gostei muito de ler. Rowell é uma romântica das brabas, mas consegue manter a dura realidade às margens da história. Seus personagens tem momentos alegres, e tristes e difíceis e por isso caem nas nossa graças rapidamente, a ponto de ficarmos torcendo por eles o tempo todo.

Vale a leitura para distrair.

Já o Fangirl, estranhamente, não tive vontade ler. Vai entender…

Classificação:

***** Excelente | **** Muito Bom | *** Bom |** Regular | * Ruim

Imagens: Livraria Cultura

 

_______

Lulups adora um romance fofo.

Anúncios

One Comment Add yours

Deixe um comentário! =)

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s