Ainda sobre filmes de comida e um seriado que eu não consegui levar adiante

Há alguns anos passou na TV um seriado que eu achei que iria amar. Só que não.

O teaser era uma graça só: um menino correndo em um campo de margaridas brancas e amarelas, um golden retriever lindo de morrer, uma casinha fofa e colorida de um certo pie-maker e um romance meio platônico entre os personagens principais.

Pushing Daisies estreou nos EUA em 2007 e chegou ao Brasil em abril de 2008 pelo Warner Channel e depois passou a ser televisionado pelo SBT.

Eu não consegui assistir. Achei a história com um certo humor negro que eu não esperava. Afinal, a minha expectativa era por cenas coloridíssimas naquela confeitaria de sonho que compunha o cenário do seriado, The Pie Hole.

O enredo dava dicas de que a série não seria tão levinha assim, afinal a história era sobre Ned, um garoto que descobriu que podia dar vida (e também tirá-la) com o toque de um dedo.

Apesar do sucesso da primeira temporada e de algumas indicações para o Emmy e para o Globo de Ouro (incluindo premiações para atuação, roteiro, direção e música), Pushing Daisies sofreu com a fatídica greve dos roteiristas em 2008.

Em 2009 a série foi cancelada no fim da segunda temporada, com a promessa de virar quadrinho da DC – já tinha uma publicação distribuída na Comic-con International realizada em San Diego em 2007 – e possivelmente também viraria um filme.

No comic book (publicado em 2007, concomitantemente com a série de TV) a linha dos desenhos seguiu a do seriado: as cenas de crime, o humor negro e todos os personagens estavam lá, com uma pegada ainda mais sobrenatural.

receita torta amora NED

A terceira temporada, prevista como série em quadrinhos a ser lançada em 2010, ficou na promessa. Seu criador, Bryan Fuller, soltou a primeira página da publicação em preto e branco pelo twitter e confirmou que o projeto seria adiado por conta da DC.

O filme foi outra promessa que não saiu do papel. Cogitou-se o financiamento coletivo pelo kickstarter, mas devido ao alto custo de produção orçado, essa proposta foi descartada.

Seu criador declarou em fevereiro de 2014, quatro anos e meio depois do fim da série,  que ainda cogita dar a Pushing Daisies uma nova chance, seja em formato de filme ou musical da Broadway.

E você? Chegou a assistir à série? Gostava? O que achava desse “conto de fadas” com pegada de detetive?

Eu, particularmente, achei que a história tinha tudo para dar certo, mas pecou pelo exagero no humor negro que, às vezes, ficava um pouco pesado para aquele cenário em tons pastel.

Talvez Tim Burton tivesse uma solução. Será? -_-

___________________

Referências:

 

Anúncios

Deixe um comentário! =)

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s